GIIATA

Grupo de Pesquisa em Inteligência Artificial e Tecnologia de Assistência

Apresentação

De acordo com a Organização dos Estados Americanos (OEA), hoje os 3 países com maior índice de incapacidade nas Américas são: Peru com 18,5%, os EUA com 15% e o Equador com 12,8%. Portanto, é essencial que as sociedades desses países e o resto do mundo busquem soluções que permitam um apoio real a esse importante setor da população. 
 
No Equador, mais de 1,6 milhões de habitantes têm algum tipo de deficiência e exigem um tipo especial de proteção. O censo populacional realizado no Equador em 2010 demostrou que na província de Azuay,  que tem uma população de 712,127 habitantes, há cerca de 13.000 pessoas com algum tipo de deficiência, ou seja, na província a taxa de pessoas com deficiência é de 2%, onde uma alta porcentagem ocorre na terceira idade, no entanto, é notório um crescimento considerável na infância e período escolar, especialmente em problemas intelectuais como Paralisia Cerebral, gerando imobilidade. Nessa mesma idade os problemas com a Deficiência Auditiva e Visual estão localizados no 2º lugar. 
 
A situação atual que o Equador atravessa exige uma maior conscientização sobre o papel que cada cidadão, independentemente de seus costumes e tradições, deve desempenhar na sociedade. Nossa proposta abrange uma educação social integral que permita aos estudantes e à população em geral gerar consciência da realidade nacional e criar mudanças, propor soluções adequadas para, de alguma forma, aliviar problemas econômicos, políticos e sociais. 
 
Dentro desta linha, a Universidade Politécnica Salesiana através do Vice-reitorado de Pesquisa, na sua busca constante para criar processos de investigação que podem gerar oportunidades reais de inclusão social, tem apoiado abnegadamente e com seu característico espírito salesiano, várias instituições de Educação Especial do Equador. Tudo isso foi feito para alcançar melhores processos de inclusão e apoio para o aprendizado de crianças com diferentes tipos de deficiência. 
 
Atualmente, a UPS possui vários grupos de pesquisa e laboratórios, incluindo o Grupo de Pesquisa em Tecnologias de Inclusão e Inteligência Artificial (GI-IATa). Também é essencial observar que a UPS tem sido pioneira no desenvolvimento de vários projetos de pesquisa relacionados para apoiar a educação especial em diversas áreas de deficiência: Paralisia Cerebral Infantil (PCI), problemas visuais e auditivos, prevenção, autismo, etc. 
 
Da mesma forma, o GI-IATa desenvolveu cerca de 50 protótipos ou tecnologias para apoiar a educação especial por mais de 5 anos, através de projetos de pesquisa que foram canalizados através de projetos finais de graduação, estágios, trabalho assunto e extensões e onde tem colaborado com instituições importantes entre os quais estão: o Conselho Nacional sobre Deficiência (CONADIS), o Instituto especial para Cegos e Surdos de Azuay (IEISA), o Instituto de paralisia cerebral de Azuay (IPCA) o Instituto Especial Fiscal "Stephen Hawking", a Fundação "General Dávalos" e o Instituto Piloto de Integração de Azuay (IPIA). 
 
Objetivos 
 
O GI-IATa procura favorecer as pessoas que sofrem de vários tipos de deficiência, com ênfase na população infantil através do apoio aos processos de educação, usando técnicas inovadoras baseadas na Inteligência Artificial. Dentro dessa linha, vários objetivos foram alcançados, dentre os quais destacamos os seguintes: 
Mais de 50 protótipos ou tecnologias de suporte funcional desenvolvidas para apoiar a área de educação especial. 
Pioneiros no desenvolvimento e aplicação de técnicas de inteligência artificial no campo da educação especial. 
Suporte contínuo nas diferentes instituições de ensino especial, através do grupo de pesquisa e sua equipe de profissionais. 
Participação em eventos nacionais e internacionais relacionados à educação especial e deficiência. 
Integração e conscientização a nível comunitário e universitário sobre a importância da inclusão social. 
Criação de serviços de apoio para educação especial. 
Geração constante de publicações e material científico relacionado à área.

 

Lineas de Investigación

 

O GI-IATa tem trabalhado conforme duas linhas que foram aprovadas dentro das diretrizes da Universidade Politécnica Salesiana: tecnologias de inclusão e sistemas de computação e inteligência artificial.

 

Graças à conjunção destas duas linhas foi possível ter um importante impacto social com as pesquisas realizadas, estabelecendo os pilares que permitem sustentar processos mais complexos a nível científico.

 

Portanto, é importante conhecer as definições estabelecidas pelas linhas acima mencionadas. A UNESCO define a educação inclusiva como um processo para atender e responder à diversidade das necessidades de todos os alunos por meio da crescente participação na aprendizagem, culturas e comunidades, e da redução da exclusão dentro e a partir da educação. Implica mudanças e modificações nas abordagens, estruturas, estratégias, com uma visão que inclua todas as crianças da faixa etária apropriada e a convicção de que é responsabilidade do sistema regular educar todas as crianças. Por outro lado, a mesma instituição define inteligência artificial como a capacidade de um instrumento mecânico de realizar operações normalmente típicas da inteligência humana.

 

Dentro destas duas linhas dentro do grupo se estuda e se pesquisa e, em geral, procura-se gerar novos conhecimentos nos seguintes tópicos específicos:

 

Tecnologias de Inclusão:

  • Acessibilidade na Web
  • As TICs como ferramentas de assistência e apoio à educação e à deficiência.
  • Ambientes virtuais acessíveis


Inteligência artificial:

  • Visão artificial
  • Clustering
  • Reconhecimento automático de fala
  • Linguística Computacional
  • Machine Learning
  • Sistemas computacionais em geral
  • Tecnologias móveis

 

Coordenador

Vladimir Robles Bykbaev

 

Pesquisadores 

 

 

Nome E-mail Google Scholar Outra Página
Eduardo Pinos Vélez epinos@ups.edu.ec   eduardopinos.info
Vladimir Robles Bykbaev vrobles@ups.edu.ec http://gssi.det.uvigo.es/en/?option=com_jresearch&view=member&task=show&id=16&Itemid=109 vladimirrobles.info
Daysi Arévalo Lucero darevalo@ups.edu.ec daysiarevalol.blogspot.com  
Diego Quisi Peralta dquisi@ups.edu.ec   diegoquisi.info
Cristian Timbi Sisalima ctimbi@ups.edu.ec   cristiantimbi.info
Luis Serpa Andrade lserpa@ups.edu.ec https://scholar.google.es/citations?user=f1J7VysAAAAJ&hl=es  
Paola Cristina Ingavélez Guerra pcingavelez@ups.edu.ec   paolaingavelez.info
Luis Enrique González lgonzalez@ups.edu.ec https://scholar.google.es/citations?user=kMjkLRUAAAAJ&hl=es  
Remigio Hurtado Ortiz rhurtadoo@ups.edu.ec   remigiohurtado.info
Fernando Pesántez Avilés fpesantez@ups.edu.ec    

 

 

 

Proyectos
Produccion