Família Salesiana se reúne no Equador para refletir sobre o Modelo Pedagógico Salesiano

quito, 13 noviembre 2018 PDF

(De izq) P. Eduardo Capucho, P. Francisco Sánchez, P. Marcelo Farfán, P. Javier Herrán

O Campus Sur da Salesiana recebeu mais de 320 participantes para o Congresso de Educação Salesiana, denominado "O modelo pedagógico salesiano", incluindo representantes da Universidade Salesiana do Brasil (UNISAL) da Universidade Salesiana do México, assim como das três sedes da UPS, das obras e das escolas salesianas CES de Quito, Macasa e Guayaquil, do Colégio Fiscomisional Carlos Crespi de Cuenca e a Casa Inspetorial. 

O evento começou com a palestra do Inspetor dos Salesianos no Equador, Pai Francisco Sanchez, que cumprimentou os presentes afirmando como "a UPS tomou a decisão corporativa de aprofundar academicamente e, gradualmente, a prática pedagógica salesiana, colocando-a em relação com os contextos e desafios da educação contemporânea a todos os níveis ". Ele encorajou a Salesiana a continuar a aprofundar o diálogo da práxis educativa salesiana com a academia para enriquecer o intercâmbio com comunidades de significado semelhante e de ressignificação legado recebido de um educador pensativo como foi Don Bosco. 
O conselho foi composto pelo P. Francisco Sánchez, Inspetor dos Salesianos no Equador e Chanceler da UPS, P. Marcelo Farfán, P. Javier Herrán, Reitor da UPS e P. Eduardo Capucho, reitor da UNISAL - Brasil. 
A conferência inaugural foi dada pelo P. Marcelo Farfán, coordenador geral das Instituições Salesianas de Educação Superior IUS (Roma), que incidiu sobre a importância de abordar o modelo pedagógico salesiano e as razões para refletir sobre o nosso trabalho acadêmico. "O desafio é pensar em um modelo de formação que esteja centrado nos jovens como sujeitos, em formar uma universidade sinodal que escuta, acompanha e discerne. É sintonizar a figura do educador - amigo com os jovens e suas famílias". 

A primeira palestra intitulada "Do Oratório à Universidade, de acordo com a nova geração de pesquisadores seculares do campo salesiano", do Reitor da UPS, P. Javier Herrán, referiu-se à universidade como um ambiente que aprimora capacidades e a este fim fornece oportunidades onde o aluno se comporta de forma crítica e imagina novas possibilidades de transformar o ambiente aprendendo e desenvolvendo o conhecimento. "A universidade é um lugar para melhorar as capacidades, é um ecossistema de aprendizagem cooperativa, uma cultura que promove estratégias educacionais em ambientes abertos e próximos, em que se resolvem vários problemas."

Mais tarde, Juan Freire, do Tecnológico de Monterrey, falou sobre o propósito e a transformação da universidade em uma sociedade pós-digital. "É preciso reinventar a experiência da faculdade, abrindo a mente para desaprender o entendido, viver o conhecimento do outro. A transformação requer três fases: um propósito implementado, uma revisão dos processos e programas e uma mudança cultural. A melhor maneira de aprender é aprendendo ". 

Durante a tarde, os participantes participaram dos grupos de trabalho: Opção pelos jovens, entre eles os mais pobres; Vitalidade da proposta educacional, inovações metodológicas, didáticas e comunicacionais; Transcendência da pessoa como centro de toda ação educativa, formação humana e acompanhamento pastoral; Bons cristãos e cidadãos honestoss, educação e cidadania. 

O Congresso vai até quinta-feira, dia 15 de novembro. Conheça o programa.

Carrera: todas



Ir a Noticias UPS